ENVIAR A UMA AMIGO

X

EBITDA da EDP Renováveis cresce 28% para 473 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano

EBITDA da EDP Renováveis cresce 28% para 473 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano

A EDP Renováveis (Euronext: EDPR), líder global no sector de energia renovável e o terceiro maior produtor de energia eólica do mundo, anunciou hoje um aumento do resultado bruto de 34% entre Janeiro e Setembro de 2010 para 662 milhões de euros, período em que o EBITDA cresceu 28% para 473 milhões de euros e o cash flow operacional aumentou em 26% para 391 milhões de euros. O perfil de sasonabilidade do negócio no terceiro trimestre, associado aos novos custos decorrentes do comissionamento da capacidade no mesmo período, assim como a estrutura de custos fixos agregada a depreciações e a encargos com juros de dívida conduziram a um lucro líquido de 22 milhões de euros.

A produção de electricidade subiu 35%, atingindo um total de 9,8 TWh nos nove meses, dos quais 47% tiveram origem na Europa e 53% nos EUA. No trimestre, a produção subiu 41% para 2,9 TWh.

O Capex para os primeiros nove meses de 2010 atingiu 1,12 mil milhões de euros, menos 25% do que no mesmo período de 2009, enquanto a dívida líquida subiu para 2,9 mil milhões de euros.

A capacidade instalada da EDPR aumentou 0,7 GW desde Janeiro, atingindo 6,2 GW no fim de Setembro deste ano, o que corresponde a um crescimento homólogo de 1,3 GW, ou 27%. Presentemente, a EDPR tem em construção mais 0,9 GW, dos quais 703 MW são na Europa, 122 MW nos EUA e 70 MW no Brasil.

Para o ano de 2010, a EDPR espera instalar 1,1 GW, enquanto que para 2011/12 a EDPR está a ajustar o aumento de capacidade instalada anual para entre 0,8 e 0,9 GW por ano com o objectivo de se centrar em investimentos que melhorem o perfil de risco do seu portfólio.