ENVIAR A UMA AMIGO

X

EBITDA da EDP Renováveis sobe 23% para 675 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano

EBITDA da EDP Renováveis sobe 23% para 675 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano

A EDP Renováveis (Euronext: EDPR), líder global no sector das energias renováveis e o terceiro maior produtor mundial de energia eólica, anunciou hoje que a produção de eletricidade aumentou para 13,3 TWh, um crescimento de 11% nos primeiros nove meses do ano face ao período homólogo do ano passado. Um comportamento que é o resultado do crescimento da capacidade instalada nos últimos 12 meses ( 458 MW), um factor de utilização médio de 29% e uma disponibilidade técnica de 97,3%, indicadores que, no seu conjunto, refletem um portefólio de alto desempenho e equilibrado.As receitas ao longo dos últimos nove meses aumentaram em 22% para os 936 milhões de euros, superando os volumes de crescimento graças ao aumento médio de 11% nos preços de venda durante o período. O EBITDA cresceu 23% face ao período homólogo do ano passado para 675 milhões de euros, o que resultou numa margem de EBITDA de 72%. O EBIT aumentou 44% face a igual período do ano anterior em resultado de um sólido crescimento operacional e da extensão do tempo de vida útil dos ativos operacionais da EDPR para 25 anos (introduzida no segundo trimestre de 2011). A rentabilidade por MW em operação subiu 14% para 95.100 euros (EBITDA/média MW).

A dívida líquida ascendia, a 30 de setembro, a 3,5 mil milhões de euros, apenas 120 milhões de euros acima dos níveis de 2011, enquanto que o custo da dívida se manteve sob controlo, reduzindo em 30 pontos-base para 5,3%. O cashflow operacional de 532 milhões de euros – uma subida de 8% – excedeu claramente o investimento de 504 milhões de euros no período (Capex e capital circulante relacionado com fornecedores de PP&E).

O lucro reportado para o período aumentou 48% para 92,6 milhões de euros. Numa base comparável, o resultado líquido cresceu 31% após o ajustamento para o novo prazo de vida útil dos ativos operacionais para 25 anos, a introdução de contabilidade fiscal diferenciada nos EUA, flutuações cambiais, ganhos de capital, excesso de provisões e writeoffs / imparidades. Esta sólida performance reflete, sobretudo, uma maior rentabilidade atingida do período em questão assim como o controlo sobre o custo da dívida.

Sobre a EDP Renováveis (EDPR)
Com escritórios centrais em Madrid, a EDP Renováveis (Euronext: EDPR) é líder global no sector de energia renovável e o terceiro maior produtor mundial de energia eólica. Com uma sólida carteira de projectos em desenvolvimento, ativos da mais alta qualidade e uma capacidade de exploração líder no mercado, a EDPR tem protagonizado um significativo desenvolvimento nos últimos anos, e está presente actualmente em 11 mercados (Bélgica, Brasil, Canadá, Espanha, Estados Unidos, França, Italia, Polónia, Portugal, Reino Unido e Roménia). A Energias de Portugal, S.A. (“EDP”), o acionista maioritário da EDPR, é uma empresa global de energia, líder em criação de valor, inovação e sustentabilidade. A EDP é o maior grupo industrial português e a única empresa portuguesa que integra os índices de Sustentabilidade Dow Jones de Sustentabilidade (World e STOXX).