ENVIAR A UMA AMIGO

X

EDP apresenta estratégia de combate às alterações climáticas nas Nações Unidas

EDP apresenta estratégia de combate às alterações climáticas nas Nações Unidas

A EDP vai ajudar a executar os novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável aprovados na Cimeira das Nações Unidas, em Nova Iorque.

António Mexia, presidente executivo da EDP, convidado a participar numa das sessões, o United Nations Private Sector Forum, apresentou os compromissos da empresa para combater as alterações climáticas, um dos 17 objetivos que vêm agora substituir os 8 Objetivos do Milénio, concluídos este ano.

Tema dominante em Nova Iorque e na agenda das Nações Unidas (que se preparam para aprovar um novo acordo global, na COP 21, agendada para Paris no início de dezembro), as alterações climáticas estão na base da estratégia da EDP. Perante uma plateia de empresários, organizações não-governamentais e governantes de vários países, António Mexia apresentou o caminho já percorrido pela EDP neste domínio e deixou metas para o futuro (ver tópicos).

O convite à EDP para apresentar ao mundo o seu compromisso num fórum com presença do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, da chanceler alemã, Angela Merkel, e gigantes globais como o Facebook representado pelo CEO Mark Zukerberg, foi justificado pela organização como um exemplo do papel que o sector privado pode desempenhar para combater uma das maiores ameaças para a Humanidade.

Em linha com o que as Nações Unidas esperam do sector privado, a EDP já integra o combate às alterações climáticas na sua estratégia de negócio. A aposta na produção de energia a partir de fontes renováveis e a promoção da eficiência energética são os melhores exemplos da rota de crescimento sustentável em curso na empresa.

A EDP participa ainda na Low Carbon Technology Partnership Initiative, uma plataforma internacional colaborativa promovida pelo World Business Council for Sustainable Development cujas conclusões serão apresentadas na Cimeira do Clima COP 21 em Paris. O objetivo: propor soluções tecnológicas e regulatórias que promovam o desenvolvimento de tecnologias de baixo carbono, em particular o crescimento mais acelerado das energias renováveis no mundo.