ENVIAR A UMA AMIGO

X

EDP Renováveis leva “TU ENERGÍA” à comunidade de Aragão

EDP Renováveis leva “TU ENERGÍA” à comunidade de Aragão

Madrid, 20 de Maio de 2015: A EDP Renováveis (EDP Renováveis, Euronext: EDPR), líder mundial no setor das energias renováveis, desenvolveu com excelente aceitação o programa educativo “TU ENERGÍA” na comunidade de Aragão. Os dias letivos, que tiveram início no passado dia 5 de março, decorreram em mais de 20 centros escolares, repartidos por Huesca, Teruel e Zaragoza, tendo terminado ontem.

O programa tinha como objetivo demonstrar a importância que as energias renováveis têm na nossa vida, assim como expor as diferenças que existem no que respeita às energias fósseis. Após a sua conclusão, a EDPR conseguiu transmitir esta importância a mais de 3.200 alunos da região.

A sessão de trabalho consistia numa viagem pelo mundo das energias renováveis, pela mão de personagens infantis que representam a energia solar, hidráulica, eólica, geotérmica e biomassa, visando dar a conhecer as suas características aos alunos de forma atrativa, próxima e adaptada à sua linguagem. As atividades, acompanhadas de vídeos didáticos e apresentações interativas, ajudam a consciencializar as crianças da importância do uso responsável da energia em termos genéricos e dos benefícios da utilização das energias renováveis propriamente ditas.

A iniciativa contou, ainda, com uma excelente aceitação por parte dos professores, o que destacou ainda mais a importância deste tipo de programas, reforçando a educação nas escolas como a via mais eficaz de apoio ao desenvolvimento sustentável.

Segundo João Paulo Costeira, CEO da EDP Renováveis Europa: “Na EDP Renováveis temos um compromisso com a sociedade e com as novas gerações, e o programa “TU ENERGIA” é a melhor forma que temos de o cumprir. Graças a esta iniciativa podemos aproximar as energias limpas dos jovens e consciencializá-los da sua importância, para que no futuro tenhamos cidadãos comprometidos com a proteção e o respeito pelo meio ambiente, assim como com energias que já são competitivas, como é o caso da eólica terrestre”.