ENVIAR A UMA AMIGO

X

EDP Renováveis, ano fiscal 2011: EBITDA sobe 12% para 801 milhões de euros com receitas de 1.069 milhões de euros

EDP Renováveis, ano fiscal 2011: EBITDA sobe 12% para 801 milhões de euros com receitas de 1.069 milhões de euros

A EDP Renováveis (Euronext: EDPR), líder global no sector de energia renovável e o terceiro maior produtor mundial de energia eólica, anunciou hoje que a produção de eletricidade aumentou em 17% em 2011 para 16.8 TWh. Ao longo dos últimos 12 meses, a empresa viu a sua capacidade instalada subir em 806 MW ( 12%) para um total de 7.5 GW, com um forte enfoque nos novos mercados (Brasil, Polónia e Roménia), que representaram mais de 40% da nova capacidade instalada. Para o exercício de 2011, a EDPR conseguiu manter de uma forma geral os fatores de carga (load factors) em 29%, um dos mais altos do sector, sublinhando a elevada rentabilidade do seu portefólio de ativos. Por presenças geográficas, os fatores de carga atingiram os 25% na Europa, 33% nos EUA e 35% no Brasil.

As receitas para o ano fiscal de 2011 subiram 13% para 1.069 milhões de euros, tendo por base a forte produção de eletricidade (crescimento de 17% face ao período homólogo), que se traduziu em maiores vendas de eletricidade (16% interanula), um ritmo mais lento das receitas das parcerias institucionais (4% interanual) e uma evolução desfavorável do cambio.

O EBITDA para o período em análise cresceu 12%, atingindo os 801 milhões de euros, um comportamento em linha com um forte crescimento operacional com uma margem constante de EBITDA de 75%. O EBIT, por seu turno, apresentou um elevado crescimento, de 20%, atingindo os 247 milhões de euros, refletindo um desempenho de topo, reavaliações não recorrentes, redução de impacto fiscal e extensão da vida útil de ativos. O resultado líquido para o ano fiscal de 2011 foi de 89 milhões de euros, uma subida de 10% face a 2010.

O cash flow operacional cresceu 13% face ao período homólogo para 643 milhões de euros, o que corresponde a 80% do EBITDA de 2011, demonstrando a capacidade da EDPR em converter resultados financeiros em geração de caixa e a aptidão para gerar fundos, que agora cobrem cerca de 80% do capex anual.

No final de 2011, a estrutura de dívida da EDPR era de 92% de taxa fixa, com perto de 80% da dívida com maturidade posterior a 2018, em consonância com o modelo de negócio e o perfil de cash flow da empresa.

A EDPR irá continuar a focar-se em projetos com visibilidade de topo, com preços acima da média e elevados recursos eólicos, aplicando uma estratégia de crescimento seletiva para melhorar as métricas de portefólio em 2012 e 2013. A EDPR estima adicionar 500 MW de capacidade de produção em 2012 em projectos de máxima qualidade.