ENVIAR A UMA AMIGO

X

EDP Renováveis Brasil constrói parque eólico de 70 MW no Rio Grande do Sul

EDP Renováveis Brasil constrói parque eólico de 70 MW no Rio Grande do Sul

A EDP Renováveis Brasil, empresa do Grupo EDP, lança nesta quarta-feira, 24, às 10h, em Tramandaí, Rio Grande do Sul, a Pedra Fundamental para construção do seu terceiro parque eólico no País.

O Parque Eólico de Tramandaí tem capacidade instalada de 70 megawatts e produção estimada de 211.437 MWh anuais, energia suficiente para abastecer uma cidade de 200 mil habitantes.

A conclusão do empreendimento prevista para o final deste ano ampliará para quase 84 MW – destes 13,8 MW são dos dois parques em já operação em Santa Catarina – a capacidade da Empresa na geração a partir da energia dos ventos.Com toda a produção contratada pelo programa Proinfa, o empreendimento será composto por 31 aerogeradores (de 1.9 a 2.3 MW) com torres de 98 metros e pás de 40 metros, que somam uma altura total de 138 metros, equivalente à altura de um prédio de 50 andares. Para se ter uma idéia de grandeza, um aerogerador de 2,3 MW produz de 3 a 5 milhões kWh de energia limpa por ano, o que corresponde ao consumo de 1.600 residências ou 6.400 pessoas.

O Parque Eólico Tramandaí reforça a aposta do Grupo EDP em energia eólica, considerada estratégica e definitiva, alinhada com a necessidade da matriz energética brasileira contar com energia limpa complementar à hídrica e à térmica. Com o crescimento econômico, o País precisará de fonts alternativas para suportar este desenvolvimento. Além do seu caráter não-poluente, esta fonte permite uma redução considerável na dependência energética do exterior.

Aliada a estes fatores, o Grupo EDP possui a experiência mundial, por meio da EDP Renováveis, terceiro maior produtor mundial de energia eólica.

Instalado na Zona Sul da cidade de Tramandaí em uma área de 832 hectares, o parque eólico deve gerar cerca de mil empregos no período de pico das obras, quando serão construídas as vias de acesso, fundações, torres, subestação e linha de Transmissão.

A EDP Renováveis Brasil obteve a licença de instalação do parque eólico de Tramandaí em janeiro deste ano, emitido pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam).  A conclusão do processo de licenciamento levou dois anos e a Companhia atendeu às exigências ambientais, incluindo proteção e controle de aves migratórias e preservação de espécies da fauna e da flora nativas.

A EDP Renováveis Brasil – Empresa com enfoque na geração de energia eólica no Brasil é participada em 55% pela EDP Renováveis e 45% pela EDP – Energias do Brasil.