ENVIAR A UMA AMIGO

X

EDP Renováveis, Mitsubishi Corp., Chiyoda Corp., Engie e Repsol criam um consórcio para implementar um parque eólico offshore com sistema flutuante em Portugal, utilizando a Tecnologia WindFloat da Principle Power

EDP Renováveis, Mitsubishi Corp., Chiyoda Corp., Engie e Repsol criam um consórcio para implementar um parque eólico offshore com sistema flutuante em Portugal, utilizando a Tecnologia WindFloat da Principle Power

A EDP Renováveis (EDPR), a Mitsubishi Corporation (através da sua filial Diamond Generating Europe), a Chiyoda Corporation (através da sua filial Chiyoda Generating Europe), a Engie e a Repsol anunciaram hoje um acordo que visa implementar um parque eólico offshore com sistema flutuante na costa norte de Portugal, conhecido como projeto WindFloat Atlantic (WFA).

Estima-se o que o projeto, localizado a 20 km da costa portuguesa, em Viana do Castelo, esteja operacional em 2018 e seja composto por 3 ou 4 aerogeradores assentes em plataformas flutuantes, correspondendo a uma capacidade total de 25 MW. O WFA irá beneficiar de apoios da Comissão Europeia, através do programa NER 300, e do Governo Português, através do Fundo Português de Carbono. Também foi selecionado para o programa InnovFin pelo Banco Europeu de Investimento.

O consórcio irá utilizar a tecnologia WindFloat, uma inovadora plataforma semissubmersível  desenvolvida pela Principle Power, Inc. Esta tecnologia já tinha sido implementada num primeiro género de protótipo designado WindFloat 1 localizado próximo da  Póvoa de Varzim. É composto por aerogeradores Vestas V80, com capacidade de 2 MW, montados para fins comerciais numa plataforma offshore flutuante da WindFloat.

O protótipo já produziu mais de 16 GWh em quase quatro anos de funcionamento – registando um desempenho excelente em condições meteorológicas extremas. O seu êxito foi fundamental para a criação deste consórcio e para o lançamento do projeto WindFloat Atlantic, cujo objetivo é demonstrar o potencial económico e a fiabilidade desta tecnologia, fazendo-a avançar cada mais na senda da comercialização.

Este projeto representa um passo em frente essencial para estabelecer a tecnologia WindFloat como líder na geração de energia eólica offshore em alto mar.