ENVIAR A UMA AMIGO

X

EDPR considerada a Melhor em Energias Renováveis em França pela Wealth & Finance International

EDPR considerada a Melhor em Energias Renováveis em França pela Wealth & Finance International

A EDPR France venceu a categoria “Best in Renewable Energy” em França na edição de 2015 dos Wealth & Finance Business Awards.  O objetivo destes prémios é reconhecer “empresas verdadeiramente especiais” que mudaram a forma como uma industria é vista através de métodos inovadores e excelentes resultados. São atribuídos com base numa análise exaustiva de vários setores feita por uma equipa interna de investigação da revista Wealth & Finance International.

“É muito bom obter este tipo de reconhecimento 10 anos depois de termos dado os nossos primeiros passos em França”, disse Frederic Lanoë, Diretor Geral da EDPR para França e Bélgica. “Nessa altura, as energias renováveis ainda estavam numa fase embrionária em França, mas sempre acreditámos que um país moderno como este, com o segundo melhor potencial eólico na União Europeia e com uma rede elétrica robusta, acabaria por reconhecer as enormes oportunidades oferecidas pela energia eólica e pelas energias renováveis em geral.”

Hoje, a EDPR France é um dos maiores operadores no mercado francês, produzindo atualmente 340 MW a partir de 170 turbinas eólicas distribuídas pelo país.

A EDPR detém também uma participação de 43% num consórcio com a Engie (ex GDF Suez), que controla 47%, e com a Neoen Marine, com 10%, para desenvolver e construir um parque eólico offshore em Dieppe e Le Tréport, e outro ao largo das ilhas de Yeu e Noirmoutier. A EDPR também está a estudar atentamente o concurso lançado pelo Governo francês para um parque eólico flutuante, uma vez que a empresa é uma das pioneiras nesse tipo de tecnologia a nível mundial.

Frederic Lanoë, que também é o presidente da associação dos profissionais do setor da energia eólica em França (France Energie Eolienne), refere que o facto de haver agora um prémio específico para as energias renováveis representa um desenvolvimento positivo, destacando que a indústria atravessa um momento crucial devido ao tema quente das alterações climáticas e à muito maior competitividade da energia eólica.

“Espero sinceramente que este reconhecimento também ajude a própria indústria, uma vez que representa uma nova oportunidade para fazer passar a mensagem de que as energias renováveis fazem todo o sentido em termos de negócio”, acrescentou. “Qualquer iniciativa que contribua para revigorar a indústria é um passo em frente.”