ENVIAR A UMA AMIGO

X

EDPR inaugura o parque eólico de Tramandaí

EDPR inaugura o parque eólico de Tramandaí

Editorial

A 5 de Abril, a EDP Renováveis Brasil, uma empresa da EDP Renováveis (55%) e da EDP Energias do Brasil S.A. (45%), celebrou a entrada em funcionamento do parque eólico de Tramandaí, localizado no município costeiro de Tramandaí, no estado do Rio Grande do Sul. Este parque possui uma capacidade instalada de 70 megawatts e uma produção estimada em 211.437 MWh por ano, energia suficiente para abastecer uma cidade com mais de 200.000 habitantes, cerca de cinco vezes o tamanho da cidade de Tramandaí.

Com a entrada em funcionamento de Tramandaí, a EDP Renováveis Brasil possui agora uma carteira de 84 MW de potência instalada proveniente de fontes de energia eólica. Adicionalmente, com o parque eólico de Tramandaí, o Brasil detém agora mais de 1000 MW de capacidade proveniente de força eólica, o que representa mais do que a potência de uma turbina da central eléctrica de Itaipu.

A EDP Renováveis Brasil cumpriu os requisitos ambientais na construção do parque eólico, incluindo a protecção e controlo das rotas das aves migratórias e a protecção das espécies de fauna e flora nativas. Construído no extremo sul da cidade de Tramandaí, numa área de dunas, o parque eólico deu origem a 600 postos de trabalho directos só durante a sua construção, distribuídos pela construção das vias de acesso, fundações, torres, subestação e linhas de transmissão.

Este parque é constituído por 31 moinhos de vento (entre 1,9 e 2,3 MW) com torres de 98 metros e pás de 40 metros, totalizando 138 metros de altura, o equivalente a um edifício de 50 andares. Para dar uma ideia da sua enorme dimensão, um único moinho de vento de 2,3 MW produz entre 5 e 7 milhões de KWh de energia limpa por ano, o que corresponde ao consumo de cerca de 2.000 habitações, ou 8.000 pessoas.

Com este novo parque eólico, a EDP Renováveis Brasil está a reforçar o seu compromisso para com a energia eólica no Brasil, um foco estratégico fundamental para o Grupo EDP e que está em linha com a necessidade de energia limpa da rede energética brasileira, para suplementar a sua energia hidráulica, uma vez que os ventos são mais fortes durante os períodos de seca. No Brasil, os ventos têm um elevado potencial de velocidade e uma direcção bem definida, aliados a uma densidade do ar mais reduzida, o que faz deste país um dos melhores do mundo para o desenvolvimento da energia eólica.

Responsabilidade social corporativa

A EDP Renováveis Brasil, através do Instituto EDP (a instituição que coordena as actividades socio-ambientais do Grupo EDP no Brasil), tem em curso programas de cariz social em Tramandaí (Rio Grande do Sul) e Água Doce (Santa Catarina). Os projectos ajudam a melhorar a educação da população e a qualidade de vida das comunidades locais, com actividades que envolvem o ambiente, direccionadas para a conservação ambiental. Estes programas incluem o “EDP nas Escolas”, “Diálogos com a Comunidade”, “Aventura e Ecologia” e o “Curso de Educação Ambiental”.

O projecto “EDP nas Escolas” tem vindo a ser desenvolvido no município de Tramandaí (Rio Grande do Sul) desde 2009 e conta com a participação de escolas da Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Santa Catarina e da Escola Municipal Jorge Enéas Sperb, no Rio Grande do Sul. O objectivo do projecto é melhorar a qualidade da vida académica dos estudantes nas escolas públicas municipais, através de diversas iniciativas que incluem kits escolares, teatro na escola, assistência ao ambiente escolar, o concurso cultural “Arte com Energia”, formação de professores e consciencialização para a utilização sensata e segura da energia eléctrica.

O projecto “Aventura e Ecologia” teve início em Dezembro de 2011 e envolve saídas de campo direccionadas para a temática ecológica na região de Tramandaí. É gerido pela ONG Farol da Terra e pela agência de viagens Expedições Jamboo Viagens e Turismo, e é patrocinada pela EDP Renováveis Brasil. O objectivo da iniciativa é incentivar a comunidade a realizar actividades que envolvam o ambiente, o turismo e a energia eólica, incidindo na preservação do ambiente. Existem três actividades diferentes: o percurso ecológico pela cidade, o ecoturismo de canoagem e os mini-cursos ambientais sobre plantas medicinais, fotografia ambiental e outros tópicos.

Em 2011, a EDP Renováveis Brasil também patrocinou o Curso de Educação para o Ambiente, realizado para 40 representantes de 19 municípios ligados ao Comité da Bacia Hidrográfica do Rio Tramandaí. Adicionalmente, os residentes, autoridades e dirigentes locais da região de Tramandaí participam nos Diálogos com a Comunidade. O projecto está em curso desde a segunda metade de 2010, promovendo o diálogo continuado sobre tópicos de interesse público relativos ao parque eólico em construção na região.