ENVIAR A UMA AMIGO

X

Memorando de Entendimento com a CTG para venda de participação minoritária na ENEOP

Memorando de Entendimento com a CTG para venda de participação minoritária na ENEOP

A EDP Renováveis, S.A. (“EDPR”) informa sobre desenvolvimentos da Parceria Estratégica acordada entre o principal accionista da EDPR, EDP – Energias de Portugal, S.A. (“EDP”), e a China Three Gorges Corporation (“CTG”), estabelecida em Dezembro 2011 e em vigor desde Maio 2012. A parceria prevê um investimento total de €2 mil milhões pela CTG até 2015 (incluindo co- financiamento de capex) em activos de energia renovável em operação e projectos em desenvolvimento, incluindo activos eólicos e determinadas centrais hidroeléctricas, como acordado hoje entre a EDP e a CTG.

A EDP e a EDPR, através da subsidiária EDP Renewables Europe, S.L. (“EDPR Europe”), assinaram um Memorando de Entendimento com CTG e a CWEI (Hongkong) Company Limited, subsidiária da CTG, que prevê a venda de 49% da participação accionista e suprimentos detidos directa ou indirectamente pela EDPR Europe no consórcio ENEOP – Eólicas de Portugal, S.A. (“ENEOP”), cujos termos e condições estão em linha com os definidos na transacção efectuada em Junho entre a EDPR Europe e a CITIC CWEI Renewables. Considerando o processo de cisão de activos da ENEOP, a transacção deverá ocorrer em 2015.

A ENEOP foi o consórcio vencedor na atribuição de licenças para desenvolver, construir e operar 1.200 MW em Portugal. A aprovação de up-rating das turbinas durante 2013 irá permitir um acréscimo de 135 MW, resultando num total de 1.335 MW de capacidade instalada. A EDPR detém uma participação de 40% entre os operadores de energia eólica que participaram no consórcio da ENEOP, e após a construção da capacidade total proceder-se-á à separação de activos e alocação entre cada um dos accionistas.

Com o memorando alcançado hoje a EDPR reforça a visibilidade na implementação da sua estratégia de rotação de activos, permitindo cristalizar o valor do cash-flow futuro dos projectos e reinvestir no desenvolvimento de projectos com valor acrescentado, contribuindo para a sua estratégia de auto-financiamento.
Esta informação é divulgada ao mercado e ao público em geral, nos termos e para os efeitos do disposto no artigo 248.o do Código dos Valores Mobiliários.

EDP Renováveis, S.A.