A EDPR responde aos incêndios florestais em Portugal

edpr news

A EDPR responde aos incêndios florestais em Portugal

Quarta-feira 30, Agosto 2017

No rescaldo dos incêndios florestais que devastaram Portugal no verão, a EDPR está a colaborar junto das autoridades locais, bem como da EDP, da Fundação EDP em Portugal e da Associação Médicos do Mundo, no sentido de prestar apoio às áreas afetadas.

Comprometida com a Sustentabilidade, a EDPR pretende ir mais além das iniciativas locais de resposta à tragédia e reforçar os esforços na prevenção de futuros incêndios.  As iniciativas levadas a cabo pela EDPR são desenvolvidas em coordenação com o programa «A nossa energia para quem mais precisa», da Fundação EDP.

Desenvolvimento social em Castanheira de Pêra

O pequeno município de Castanheira de Pêra, no interior de Portugal, alberga três parques eólicos da EDPR e foi profundamente afetado pelo incêndio florestal de junho de 2017, do qual resultaram 64 mortos e 200 feridos.

A EDPR irá apoiar a iniciativa de ajuda social intitulada "Projeto-piloto Esperança Castanheira de Pêra".

Este projeto visa analisar a situação da população idosa em Castanheira de Pêra e oferecer apoio psicológico e de cuidados de saúde aos habitantes diretamente afetados pelos incêndios. O programa é direcionado especificamente à população economicamente mais desfavorecida e com mais de 55 anos. 

Estima-se que venham a ser 1500 os beneficiários do projeto, o qual será gerido no terreno pela Associação Médicos do Mundo. A organização não-governamental, sem fins lucrativos e independente, leva a cabo projetos de desenvolvimento humanitário e de saúde em todo o mundo, prestando cuidados de saúde gratuitos a populações necessitadas.

O projeto terá a duração de 12 meses, com início em  setembro de 2017.

Prevenção de incêndios florestais, por um futuro mais limpo e mais seguro

A EDPR está também empenhada em integrar a prevenção de incêndios florestais na sua estratégia de Sustentabilidade global. Serão criadas barreiras corta-fogos num terreno de 38 hectares de terra como parte do compromisso para com a "Defesa da Floresta contra Incêndios – Limpeza de faixas de gestão de combustível em acessos". Um corta-fogos é uma brecha na vegetação (ou combustível) que age como uma barreira para retardar ou impedir o progresso de um incêndio florestal.
A participação do EDPR nesta iniciativa foi integrada no seu Plano de Gestão de Combustível. Em Setembro foi aprovado um orçamento suplementar com vista a iniciativas de prevenção de incêndios. 

O COMPROMISSO DA EDPR 

Nas reuniões da Comissão Social da EDPR de 25 de maio e 20 de julho foi explorado o tema da prevenção de incêndios florestais e discutidas formas da EDPR poder contribuir para um futuro mais limpo e mais seguro nos países onde os incêndios florestais constituem uma maior ameaça. 

As zonas rurais são particularmente vulneráveis às catástrofes desta natureza e são, geralmente, as que se encontram mais próximas dos parques eólicos da EDPR. É de extrema importância que a estas comunidades rurais, particularmente as que mais se aproxima das instalações de energia da EDPR, seja garantido um ambiente seguro.
 
A EDPR encara a prevenção de incêndios florestais como parte essencial do nosso futuro. Com um modelo de negócio que se baseia na redução dos efeitos das alterações climáticas da mudança através de energia limpa, a EDPR está ativa na luta contra os riscos colocados pelos incêndios florestais.