ENVIAR A UMA AMIGO

X

Primeiro trimestre: EBITDA da EDP Renováveis sobe 20% face ao ano anterior para 263 milhões de euros

Primeiro trimestre: EBITDA da EDP Renováveis sobe 20% face ao ano anterior para 263 milhões de euros

EDP Renováveis (Euronext: EDPR), líder global no sector de energia renovável e o terceiro maior produtor mundial de energia eólica, anuncia hoje que a sua produção de eletricidade no primeiro trimestre do ano subiu 18% face a igual período do ano passado para 5,2 Twh, em resultado da conjugação da capacidade de crescimento dos últimos 12 meses ( 619 MW) com o aumento médio do factor de carga (load factor) para 34%, um dos mais altos da indústria e que comprova a superior rentabilidade do portefólio da empresa.

As receitas nos primeiros três meses do ano subiram 22% para os 346 milhões de euros, superando o ritmo de crescimento, o que se explica com o aumento sustentado dos preços médios de venda no período. O EBIT registou um aumento de 47% face ao mesmo período do ano anterior na sequência de um sólido crescimento operacional e de um aumento no tempo de vida útil dos ativos operacionais da EDPR para 25 anos (ocorrido no segundo trimestre de 2011). Estes números foram conseguidos graças aos sólidos indicadores financeiros neste trimestre.

O resultado líquido no período aumentou 26% comparativamente com o ano passado para 62 milhões de euros, refletindo, sobretudo, o comportamento recorrente em termos operacionais. Em comparação com o primeiro trimestre de 2011, os resultados líquidos beneficiaram da extensão do tempo de vida dos projetos, mas esse efeito foi parcialmente anulado pela introdução de encargos fiscais diferidos na atividade nos EUA.

O cash-flow operacional cresceu 17% face ao ano anterior para 202 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, cobrindo um Capex de 55 milhões de euros. Este crescimento representa 77% do EBITDA registado no primeiro trimestre, o que comprova a capacidade da EDPR de converter resultados financeiros em geração de caixa.

Durante o presente ano, a EDP Renováveis planeia um aumento de capacidade de 500 MW assente em projetos de alta qualidade com factores de carga premium e preços de venda acima da média, prevendo-se no encerramento do exercício de 2012 uma capacidade instalada de 8 GW. A empresa continuará a focar-se na eficiência operacional através de uma disponibilidade técnica elevada e de baixos custos de manutenção, ao mesmo tempo que irá reforçar a sua presença nas atuais plataformas em crescimento: Europa Central e Ocidental e Brasil.