ENVIAR A UMA AMIGO

X

Compromisso ambiental

Para proteger o meio ambiente, complementamos a nossa estratégia de combate às alterações climáticas com uma gestão ambientalmente responsável dos nossos parques eólicos. Esta estratégia baseia-se nas políticas ambientais e de biodiversidade. As nossas políticas refletem uma gestão responsável do meio ambiente ao longo de toda a cadeia de valor. Dos primeiros estágios de desenvolvimento dos projetos – quando é crítico realizar estudos de viabilidade ambiental e cultural – ao desmantelamento dos nossos parques eólicos – onde a nossa estratégia ambiental inclui um plano de gestão de resíduos, planos de monitorização ambiental e a recuperação de habitats. Todo este processo é apoiado por um amplo conhecimento local que nos permite assegurar a conformidade ambiental durante o ciclo de vida do projeto.

1.Fase de Desenvolvimento
2.Fase de Construção
3.Fase de Operação
4.Fase de desmantelamento

development

Nas fases iniciais de desenvolvimento de um parque eólico, realizamos uma triagem precoce dos aspetos ambientais críticos do projeto para determinar se existem potenciais questões ambientais que possam exigir uma avaliação mais pormenorizada.

Posteriormente, normalmente realizam-se estudos de avaliação de impacto ambiental, nos quais se analisam os potenciais impactos ambientais positivos e negativos. Estudamos alternativas viáveis para determinar medidas para prevenir, minimizar, atenuar ou compensar os impactos adversos e melhorar a performance ambiental.

Durante a fase de desenvolvimento, realizamos vários estudos ambientais específicos, sendo o estudo do ciclo anual das aves um dos mais importantes. O objetivo deste estudo é reunir informações sobre as espécies de aves presentes no parque eólico, assim como o seu comportamento, uso do espaço, etc. Particularidades sazonais como as migrações, o período de reprodução, etc. são sempre tomadas em consideração, uma vez que este tipo de estudos implica um ano inteiro de trabalho de campo.

Nesta fase, os estudos culturais e históricos também são essenciais, porque estão focados na pesquisa de registos históricos pertinentes e bancos de dados de recursos culturais. Para além disso, em alguns projetos também consultamos representantes locais com interesse na preservação histórica de recursos culturais que possam ser afetados pelo projeto. Estas partes consultadas podem ter um conhecimento único sobre os recursos culturais na área de projeto e arredores que poderiam de outra forma passar despercebidos. Os resultados da pesquisa e consulta são utilizados para ajudar a modificar o layout do projeto, nos casos em que isso é possível.

construction

Durante toda a fase de construção, asseguramos que todos os principais empreiteiros estão comprometidos com o cumprimento das condições ambientais e as melhores práticas ambientais, através da inclusão destas exigências na documentação de licitação ou em planos específicos de gestão ambiental.

Para além disso, através de planos de vigilância da construção, somos capazes de assegurar que todos estes requisitos são efetivamente levados à prática, simplificando a identificação de potenciais impactos e a implementação das respetivas medidas de prevenção ou correção, quando necessário.

Concluída a construção, procede-se à recuperação da envolvente afetada. O processo de recuperação da vegetação das áreas alteradas após a conclusão das atividades de construção é supervisionado por um técnico ambiental independente, que efetua recomendações, quando necessário, para assegurar o sucesso nos esforços de repovoamento vegetal.

operation

Durante a fase de operação, asseguramos a conformidade legal ambiental e a gestão adequada dos aspetos ambientais através da aplicação do Sistema de Gestão Ambiental EDPR (EMS).

O EMS abrange, entre outros, os procedimentos aplicáveis a todos os parques eólicos em operação para estabelecer controlos operacionais, monitorização e medições dos aspetos ambientais relevantes. Periodicamente realiza-se a supervisão ambiental para avaliar a importância dos aspetos ambientais. A frequência de vigilâncias suplementares é determinada no plano de monitorização em função da avaliação levada a efeito.

As empresas subcontratadas, que normalmente estão ligadas a prestadores externos de serviços de operação e manutenção, são obrigadas a cumprir a legislação ambiental, assim como as políticas, sistemas de gestão e requisitos ambientais da EDPR.

Impactos da Monitorização

Todos os parques eólicos em operação abrangidos pelo EMS dispõem de controlos operacionais in loco, para monitorizar e medir os aspetos ambientais considerados significativos. Estes incluem consumos de água, eletricidade e outros; emissões de gases de efeito de estufa, ruídos e outros; resíduos perigosos e não perigosos, entre outros.

A maior parte da eletricidade consumida nos parques eólicos provém da própria eletricidade verde produzida neles. Contudo, é consumida uma pequena quantidade para alimentar serviços auxiliares.

Tratamento de Resíduos

Os resíduos são outro aspeto ambiental considerado relevante nos nossos parques eólicos, muito embora a quantidade gerada pelos mesmos seja considerada relativamente pequena em comparação com outros processos de geração de energia. O principal consumo e também o principal resíduo produzido nos parques eólicos é óleo, que é utilizado como lubrificante.

A empresa tem estado a trabalhar ativamente para melhorar a taxa de reciclagem dos seus resíduos perigosos, através de transportadoras de resíduos autorizadas, atingindo uma recuperação superior a 90%.

Planos de Emergência

Devido à nossa atividade e às nossas localizações, os derramamentos de óleo e os incêndios constituem os principais riscos ambientais que a empresa enfrenta.

O Sistema de Gestão Ambiental foi concebido e implementado para prevenir que estas situações de emergência aconteçam. Muito embora estas emergências ambientais não sejam habituais devido à natureza das nossas instalações e ao negócio em si, desenvolvemos um sistema de quase-acidentes ambiental, para melhorar e antecipar crises. Para além disso, definimos um procedimento de resposta de emergência para assegurar que os passos a seguir para superar e controlar uma situação de emergência são claramente entendidos por todos.

A EDPR realiza exercícios de simulação ambientais regulares para garantir que os nossos funcionários ou qualquer outra pessoa que trabalhe por nossa conta estão familiarizados com os riscos e receberam a formação adequada para prevenir e agir, se necessário.

decommissioning

A nossa carteira de parques eólicos foi projetada para se manter operacional durante muitos anos. Mesmo no final da vida útil dos parques eólicos, eles podem ser recondicionados para prolongar a sua vida útil. Contudo, a nossa estratégia ambiental contempla a recuperação da área ocupada pelas nossas turbinas, assim como um plano de gestão e resíduos e um plano de monitorização ambiental.