Joint Venture da EDP Renováveis e Shell ganha leilão de energia offshore nos EUA

edpr news

Joint Venture da EDP Renováveis e Shell ganha leilão de energia offshore nos EUA

Sexta-feira 14, Dezembro 2018

Joint Venture da EDP Renováveis e da Shell, Mayflower Wind Energy LLC, tem por objetivo fornecer soluções de energia mais limpas, usando o poder do vento.

Madrid, 14 de dezembro de 2018: A Mayflower Wind Energy LLC (Mayflower) é a vencedora provisório do bloco 0521 no leilão de energia eólica offshore de hoje realizado pelo Departamento de Gestão de Energia dos Oceanos (BOEM, na sigla em inglês). A Mayflower fez uma oferta de $135M para obter os direitos exclusivos de exploração comercial da concessão federal de energia eólica.

A Mayflower é um joint venture 50:50 da EDPR Offshore North America LLC (EDPR) e da Shell New Energies US LLC (Shell). Assim que estiver construída, a área de concessão pode acomodar uma capacidade total de produção de aproximadamente 1,6 GW, o suficiente para fornecer eletricidade limpa a mais de 680 mil famílias médias em Massachusetts por ano.

«A entrada da Mayflower no sector eólico offshore dos E.U.A é emocionante e irá tirar partido dos desenvolvimentos eólicos e experiência offshore combinados da Shell e da EDPR ao longo dos anos», afirmou John Hartnett, Diretor da Mayflower. «Há que dar os parabéns ao BOEM pelo êxito do leilão e estamos ansiosos para trabalhar com os grupos e comunidades locais para concretizar esta oportunidade.»

Uma população em crescimento e o aumento dos padrões de qualidade de vida, juntamente com a necessidade de uma redução das emissões dos gases com efeito de estufa, implica mudanças no sistema de energia. Face a este cenário de mudança energética, a Shell anda à procura de oportunidades comerciais para expandir a sua produção atual de eletricidade a partir de fontes renováveis, incluindo a energia eólica offshore, com o objetivo de fornecer mais energia aos clientes e mais limpa. 

Este anúncio permite à EDPR aumentar as suas opções de crescimento no aliciante mercado eólico offshore, aumentando e diversificando desta forma as opções de crescimento rentável a longo prazo da empresa, mantendo ainda assim um perfil de risco equilibrado.

A Mayflower irá começar por realizar um plano de avaliação do local e encetar os esforços de desenvolvimento formal no local e, sujeito a uma decisão de investimento final positiva, poderá dar início às operações no parque eólico em meados de 2020.