sustentabilidade
Dimensão Económica

As energias renováveis, como a eólica, têm uma forte influência nas comunidades locais. Os ativos são geralmente construídos em localizações remotas, o que traz benefícios económicos positivos diretos e indiretos para as comunidades locais, contribuindo ao mesmo tempo para a luta global contra as alterações climáticas. A atividade da EDPR tem um impacto económico direto, um impacto económico indireto na cadeia de abastecimento e impactos induzidos na comunidade.

A EDPR garante benefícios económicos duradouros para as zonas circundantes ao longo de todo o ciclo de vida dos seus parques eólicos. Estes benefícios incluem, entre muitos outros, o investimento em infraestruturas, o pagamento de impostos, o pagamento de rendas aos proprietários de terras, a criação de emprego e contribuições diretas para projetos comunitários.

Investimentos em infraestruturas

Estradas

A construção de um parque eólico implica a construção de novas estradas e a reabilitação das estradas já existentes, para o transporte de equipamento pesado (as turbinas eólicas) até ao local durante os trabalhos de instalação. As comunidades locais beneficiam destas estradas, uma vez que lhes garantem uma melhor ligação às terras onde conduzem as suas atividades agrícolas.

Infraestruturas de serviços públicos

A integração da nossa capacidade de produção na rede elétrica pode exigir uma modernização nas redes de distribuição e transporte de energia elétrica dos vários operadores. Na maior parte das vezes, esta modernização é sustentada pela EDPR, a nível técnico e financeiro, contribuindo indiretamente para a melhoria da qualidade do serviço elétrico nas zonas circundantes. Isto é muito importante em países em que a energia eólica só se começou agora a implantar. A modernização das infraestruturas de serviços públicos também se torna necessária nos países em que a energia eólica já tem uma grande maturidade.

Rendas, impostos e partilha de receitas

A EDPR garante também proveitos económicos diretos às comunidades locais e regionais através do arrendamento de terras, impostos locais e impostos sobre a propriedade. Nos EUA, por exemplo, os impostos sobre a propriedade são pagos às entidades locais e estaduais dos sítios em que os ativos estão implantados, o que beneficia essas comunidades. Esta partilha de receitas é um grande contributo para o orçamento anual dos municípios rurais em que os nossos parques eólicos estão instalados. Além disso, durante a construção dos nossos parques eólicos, as comunidades locais garantem um influxo temporário de operários da construção civil que garantem um impacto muito positivo nas economias locais, diretamente para as populações, com o aumento do consumo, ou indiretamente, com o aumento das receitas de IVA.

Projetos comunitários

No âmbito da nossa relação com as comunidades locais, também fazemos donativos para o desenvolvimento social local. Estes contributos incluem (não se limitando a) investimentos em associações, universidades, escolas e organizações de juventude, entidades que trabalham para a preservação da cultura local, organizações que se dedicam ao desporto e atividades físicas e também contribuições para causas médicas.

Práticas de recrutamento e aquisição local

Apesar de não estarem definidos internamente procedimentos específicos que exijam o recrutamento local de mão de obra, uma grande percentagem dos nossos colaboradores vem das zonas em que a empresa conduz as suas operações. A EDPR contribui também desta forma para o desenvolvimento económico local.

Quanto às atividades operacionais, contratamos geralmente membros da comunidade local para tratarem do funcionamento e dos serviços de manutenção dos parques eólicos, como sejam os gestores dos parques, os operadores de turbinas eólicas e de manutenção, os colaboradores de manutenção da rede elétrica e outras infraestruturas físicas, os vigilantes ambientais e outros serviços de apoio. Podemos assim beneficiar nós próprios do conhecimento específico dos trabalhadores locais sobre a região.

EDPR considers an ethical and civic duty to contribute to the financing of the general functions of the States where the Group is present through the payment of taxes and contributions due, in accordance with the applicable Constitution and remaining laws of those States. This way we contribute to the welfare of citizens, to a sustainable development of the Group’s local businesses and to the value creation for shareholders.

Documentos
Política Fiscal

Descarregar

202
M€
contribuição tributária para as finanças públicas em 2018
58
%
da contribuição fiscal foi em Espanha e Portugal
38
%
da contribuição tributária foi referente ao Corporate Income Tax

A EDPR definiu políticas, procedimentos e normas de modo a assegurar os vários pontos que compõem a sustentabilidade da cadeia de fornecimento, bem como a gestão e a mitigação de riscos ambientais, sociais ou éticos.

A EDPR é signatária das diretivas United Nations Global Compact para um desenvolvimento sustentável, comprometendo-se a colocar esses princípios em prática e a promover a adoção desses princípios na sua área de influência.

Como tal os fornecedores da EDPR devem aceitar cumprir os dez princípios da UN Global Compact nas áreas dos direitos humanos, trabalho,ambiente e anti corrupção.

Os fornecedores da EDPR irão adotar todas as medidas necessárias para garantir o estrito cumprimento de todas as normas ambientais aplicáveis, bem como as Políticas de Meio Ambiente e Biodiversidade da EDPR, normas internas, procedimentos e sistemas existentes no que se refere à gestão ambiental. 

Especificamente, a EDPR implementou, para todos os seus parques eólicos em operação, um Sistema de Gestão Ambiental (Environmental Management System – EMS), desenvolvido e certificado de acordo com a norma internacional ISO 14001: 2004. 

Cadeia de fornecimento sustentável

Consulte aqui a Política de Sustentabilidade da cadeia de fornecimento do Grupo EDP:

> 5,600
fornecedores
152
fornecedores críticos
> 80
%
fornecedores com Sistemas de Gestão Ambiental (SGA)