Resultados da EDPR do primeiro trimestre de 2018

edpr news

Resultados da EDPR do primeiro trimestre de 2018

Quarta-feira 09, Maio 2018

O EBITDA situou-se nos 381 milhões de euros (+2% interanual; +8% interanual excluindo efeitos cambiais), impulsionado por um crescimento dos lucros de 7% (excluindo efeitos cambiais). O portefólio de ativos, repartido por 11 países, ascende a 11 GW após acrescentar 597 MW à capacidade instalada durante o ano passado. A empresa aumentou a sua produção de energia verde em 14% até aos 8,8 TWh.

Madrid, 9 de maio de 2018: A EDP Renováveis (Euronext: EDPR), líder mundial no setor das energias renováveis e um dos produtores de energia eólica mais importantes do mundo, anunciou hoje que os seus lucros do primeiro trimestre de 2018 ascenderam a 528 milhões de euros. O lucro líquido atingiu os 94 milhões de euros (+39% interanual) no primeiro trimestre de 2018.

Durante o período, o EBITDA situou-se nos 381 milhões de euros (+2% interanual; +8% interanual excluindo efeitos cambiais), impulsionado por um crescimento dos lucros de 7% (excluindo efeitos cambiais) e pela eficácia operacional. O EBIT aumentou até aos 252 milhões de euros (+4% interanual), também devido à diminuição dos custos de amortização, incluindo provisões e depreciações e excluindo subvenções públicas, principalmente devido aos efeitos cambiais, que compensaram o impacto da maior capacidade operacional.

As despesas financeiras líquidas diminuíram 26 milhões de euros em base interanual até aos 53 milhões, ao beneficiar da mais-valia (15 milhões de euros) derivada da venda de uma participação num projeto marítimo no Reino Unido e de custos por associações institucionais (20 milhões de euros; -24% ou -6 milhões de euros em base interanual) e custos líquidos por juros inferiores (33 milhões de euros; -6% ou -2 milhões de euros em base interanual).

No primeiro trimestre, a EDPR registou uma sólida geração de fluxo de caixa. Após ter em conta o rácio EBITDA/fluxo de caixa, o imposto sobre as mais-valias do período, os juros, as despesas bancárias e por derivados e os dividendos de participações minoritárias e pagamentos de juros, o fluxo de caixa acumulado para o primeiro trimestre de 2018 aumentou 17% para 284 milhões de euros.

João Manso Neto, CEO da EDPR, comentou: «Os nossos resultados do primeiro trimestre deste exercício refletem uma gestão ativa da empresa tanto a nível operacional como financeiro».
 

Resultados operacionais

A 31 de março de 2018, a empresa geria um portefólio de ativos com uma capacidade total de 11 GW repartido por onze países diferentes, dos quais 10,7 GW estavam totalmente consolidados e 331 MW o estavam pelo método de equivalência patrimonial (participações em Espanha e nos Estados Unidos). No ano passado, a EDPR acrescentou 597 MW à sua capacidade instalada, dos quais 423 MW nos Estados Unidos, 47 MW na Europa e 127 MW no Brasil.

A produção de energia atingiu os 8,8 TWh de eletricidade limpa (+14% interanual), poupando a emissão de 7 milhões de toneladas de CO2. O aumento da produção respondeu principalmente aos aumentos da capacidade (EBITDA por MW: +622 interanual) com um fator de carga superior ao esperado. O fator de carga registado no primeiro trimestre de 2018 foi de 38% (face a 36% no mesmo período do exercício anterior), o que representa 105% da média a longo prazo (P50; face a 101% do primeiro trimestre de 2017).

O preço médio de venda durante o trimestre situou-se nos 54€/MWh, uma descida interanual de 10%, principalmente como resultado dos efeitos cambiais e da diminuição de preços em base interanual na Europa (-3% interanual) e na América do Norte (-6% interanual), o que foi parcialmente compensado pelo Brasil (+5% interanual).